Melhores Picos de Surf do Brasil

Melhores Picos de Surf do Brasil

Na minha divisão, obviamente você pode discordar, mas preferi considerar o máximo de lugares do Brasil o possível. Para isso, posso ter excluído alguns bons picos de surf no Brasil que estavam em lugares que eu já havia considerado muitos outros.

Pela minha divisão ficou assim:

Sul e Sudeste
– Santa Catarina: 5
– Paraná: 1
– São Paulo: 5
– Rio de Janeiro: 5
– Espírito Santo: 1

Norte e Nordeste
– Bahia: 4
– Alagoas: 1
– Pernambuco: 4
– Rio Grande do Norte: 2
– Ceará: 1
– Pará: 1

Mapa com os Melhores Picos de Surf do Brasil

A partir de agora, vamos continuar a nossa viagem de sul a norte do Brasil iniciada no artigo sobre sul e sudeste e que será finalizada nesse artigo, começando pela Bahia.

 

Praia da Tiririca – Itacaré – Bahia

Praia da tiririca, um dos melhores picos de surf do nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sudeste, leste e nordeste
– Melhores ventos: terrais de noroeste, oeste e sudoeste
– Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 2,5m
– Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
– Problemas: rochas
– Outras atrações: tem um bowl de skate muito próximo. A natureza e a vida noturna também são atrativos

A cidade de Itacaré é um dos principais destinos turísticos do litoral brasileiro. A cidade fica longe da capital da Bahia, 250km, portanto é melhor que você busque um lugar para se hospedar na própria Itacaré. Estando na cidade, é bem fácil chegar na praia da Tiririca. Basta seguir placas, pois a praia é relativamente perto do centro.

O pico é um beach-break bastante consistente, funciona para todos os níveis de experiência, dependendo do tamanho do mar, e tem relativamente pouco crowd. As ondas fecham um pouco, mas tem a diversão de serem tubulares e quebrarem para a direita e para a esquerda.

A praia é pequena com rochas nos cantos, os locais são geralmente simpáticos e o ambiente é em geral muito agradável. Belo lugar para passar as férias, relaxar, curtir a vida noturna e aproveitar as ondas com tranquilidade em um dos melhores picos de surf do Nordeste.

 

Boca da Barra – Itacaré – Bahia

Boca da Barra, em Itacaré, um dos melhores picos de surf do Nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sudeste e leste
– Melhores ventos: terrais de oeste e sudoeste
– Tamanho da ondulação: surfável de 1-1,5m a mais de 4m
– Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
– Problemas: correnteza, distância da costa
– Outras atrações: natureza e vida noturna de Itacaré

Ainda em Itacaré, muito próximo a praia de tiririca, há a boca da barra, a desembocadura do rio de contas que forma uma direita épica e longa no outside da praia da concha. Não é um pico para iniciantes, pois não fica tão perto da areia e o mar pode ficar realmente grande. Além disso, por ficar na desembocadura de um rio, pode haver correnteza.

As ondas começam a funcionar com 1-1,5m e podem chegar a 4 metros nas ressacas. As direitas podem ser consideradas dentre as mais longas do Brasil nos dias maiores. Quando o swell está grande, aparecem ondas quebrando para a esquerda onde você consegue pegar um canal de entrada. Para surfar este pico, você deve ser muito safo no oceano, pois em dias normais exige pelo menos 20 minutos de remada para fora.

Praia de Stella Maris – Salvador – Bahia

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sul, sudeste e leste
– Melhores ventos: terrais de norte, noroeste e oeste
– Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m até 2,5m
– Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
– Problemas: crowd
– Outras atrações: experimente a culinária baiana e conheça os pontos turísticos da cidade

A praia de stella maris é bem fácil de encontrar, pois ela fica dentro da cidade de Salvador. Ela fica um pouco afastada do centro, cerca de 20km, e para chegar até ela você deve seguir rumo ao norte pela avenida paralela, até ver placas para o bairro de Stella Maris. Depois é só ir em direção a praia e curtir altas ondas.

O pico de stella maris é um beach-break que quebra ondas para a direita e para a esquerda. Não é considerada uma onda difícil, mesmo estando um pouco grande, por isso é recomendada para qualquer tipo de surfista. Embora seja uma onda curta, ela é perfeitamente manobrável, as vezes tubular, e podemos considerar stella maris como um dos melhores picos de surf do nordeste.

A praia também tem importância histórica e ganhou projeção ao sediar diversos concursos de surf nos anos 80. O único problema do local é a alta incidência de ventos marais que podem tornar o surf abaixo do esperado em alguns dias.

 

Scar Reef – Salvador – Bahia

Scar Reef, Bahia, um dos melhores picos de surf do nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sudoeste, sul, sudeste e leste
– Melhores ventos: noroeste e norte
– Tamanho da ondulação: surfável de 1m até 2,5m
– Frequência: funciona de vez em quando
– Problemas: pedras e corais e difícil acesso

Scar Reef, em alusão ao pico na Indonésia, é um recife de corais no caminho de Salvador para a cidade de Praia do Forte. O acesso correto ao pico passa por dentro de uma fazenda particular de cocos e você precisará de autorização para parar seu carro perto do pico. É o único pico do Brasil que você vai rezar para encontrar alguém quando chegar, apenas para encontrar mais rápido o local correto para se posicionar.

Se você não tiver experiência, não surfe por lá, pois há rochas e corais cortantes em toda a extensão do pico e você vai acabar desestimulando o dono da fazenda a manter o acesso irrestrito. É uma onda forte e com parede rápida, mas com sorte e vento certo você pode encontrar tubos.  Geralmente você vai surfar praticamente sozinho.

 

Praia do Francês – Marechal Deodoro – Alagoas

Praia do Francês, em Alagoas é um dos melhores picos de surf do nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sudeste
– Melhores ventos: sudeste, mas quebra quase com qualquer swell e vento
– Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m até 3m
– Frequência: frequente, mais de 150 dias por ano
– Problemas: crowd, correntezas

A praia do francês fica no município de Marechal Deodoro, a cerca de 25km de Maceió. A melhor forma de chegar lá é de carro. Embora haja quem diga que é possível pegar um mini-ônibus em Maceió, eu não arriscaria e alugaria um carro.

A incrível constância desse beach-break, que quebra mais da metade do ano, é com certeza um dos fatores responsáveis por torná-lo um dos melhores picos no nordeste. Como você pode ver na foto, as ondas quebram para a esquerda e para a direita e podem ser tubulares nos melhores dias. O único problema do pico é que de uns tempos para cá, o crowd parece ter crescido muito.

 

Serrambi – Ipojuca – Pernambuco

Serrambi, um dos melhores picos de surf do nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sul e sudeste
– Melhores ventos: oeste e sudoeste
– Tamanho da ondulação: surfável de 1m-1,5m até 2,5m
– Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
– Problemas: localismo, pedras
– Outras atrações: não deixe de conhecer Porto de Galinhas

Ipojuca é um município colado em Porto de Galinhas no Pernambuco. O litoral de Ipojuca é uma espécie de extensão do litoral de Porto de Galinhas e suas praias são de fácil acesso, pois elas ficam bem perto do centro da cidade. A praia de Serrambi fica a cerca de 12km de carro de Porto de Galinhas e o principal pico de surf é um recife de corais em frente ao Intermares Hotel.

Serrambi não é um pico para iniciantes, devido ao fundo de pedra não muito fundo e a distância da costa. Esteja bem preparado fisicamente antes de ir, para remar os 20 minutos necessários de na ida e na volta. Em compensação, a esquerda, que funciona com frequência, é considerada de classe mundial nas melhores condições. É rápida, tubular e apelidada pelos locais de Bali devido a sua qualidade. Surfe lá na maré média ou cheia. Na maré baixa, a direita no outro lado da bancada pode funcionar, mas cuidado com as pedras.

 

Maracaípe – Porto de Galinhas – Pernambuco

Maracaípe, um dos melhores picos de surf do nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sudeste e leste
– Melhores ventos: oeste
– Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m até 2,5m
– Frequência: frequente, mais de 150 dias por ano
– Problemas: crowd
– Outras atrações: não deixe de conhecer Porto de Galinhas

Como podemos ver, Porto de Galinhas de fato concentra alguns dos melhores picos de surf do Nordeste. A praia de maracaípe é ainda mais perto do centro de Porto de Galinhas do que serrambi. O beach-break também conhecido como “maraca” fica a apenas cerca de 3km do centro da cidade. Ou seja, se você não se importar com isso, uma rápida caminhada pela orla pode ser seu meio de transporte para o pico.

As melhores ondas do pico quebram no meio da praia para a direita e para a esquerda, mas você consegue encontrar valas menos crowdeadas nos dois cantos. O pico é muito consistente, funciona quase com qualquer ondulação, mas as melhores são sudeste e leste e os melhores ventos são os do quadrante oeste.

Maracaípe é um pico de classe mundial, não é a toa que já sediou importantes campeonatos. A onda geralmente quebra desde o outside e vai se reformando várias vezes até chegar na areia. No outside geralmente a onda é mais cheia, enquanto no inside podem rolar tubos.

 

Praia do Cupe – Porto de Galinhas – Pernambuco

Praia do Cupe, um dos melhores picos de surf do nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sudeste e leste
– Melhores ventos: oeste
– Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m até 2m
– Frequência: frequente, mais de 150 dias por ano
– Problemas: crowd
– Outras atrações: não deixe de conhecer Porto de Galinhas

A praia do cupe é mais um conhecido ponto de Porto de Galinhas e redondezas que pode ser considerado um dos melhores picos de surf do Nordeste ou até do Brasil. Fica a menos de 10km do centro de Porto de Galinhas.

Como muita gente corre para maracaípe ou para os recifes de coral, a praia do cupe não costuma ficar tão lotada, o que não significa que você irá encontrá-la vazia constantemente. A praia do cupe também é um beach-break clássico com ondas que quebram em diversas valas para a direita e para a esquerda. Funciona com muita frequência e além de oferecer boas paredes manobráveis, pode quebrar tubular na maré e condições certas.

 

Cacimba do Padre – Fernando de Noronha – Pernambuco

Praia da Cacimba do Padre, um dos melhores picos de surf do Nordeste e do Brasil

Melhores Condições

– Melhores ondulações: norte e noroeste
– Melhores ventos: terrais de sul e sudeste
– Tamanho da ondulação: surfável de 1m até 5m
– Frequência: funciona de vez em quando
– Problemas: funciona tipicamente no verão, onda difícil
– Outras atrações: tudo o que Fernando de Noronha oferece

O arquipélago de Fernando de Noronha é um dos destinos mais procurados no mundo para amantes da natureza praticamente intocada pelo homem. No ambiente surf, também é chamado de Havaí brasileiro, devido a qualidade das ondas que podem ser encontradas. A posição geográfica de Fernando de Noronha, longe da costa e com mudanças bruscas de profundidade, faz com que o arquipélago consiga suportar super swells e ondas realmente grandes.

Nesse artigo, escolhemos o melhor e mais conhecido pico de surf de Fernando de Noronha: a praia da cacimba do padre. Com certeza este entra com facilidade na lista dos melhores picos de surf do Nordeste e do Brasil. A onda principal é uma esquerda bastante rápida e tubular, que em seus melhores dias lembra pipeline.

Definitivamente não é uma onda para iniciantes, pelo menos nos maiores dias. É muito comum ver um ou dois surfistas se divertindo na cacimba do padre e todos os outros tomando ondas na cabeça e quebrando pranchas no inside. Pelo limite de 450 turistas por vez em Noronha, raramente você vai encontrar crowd nesse pico. Também não há localismo, visto que todos os locais estão envolvidos com o turismo.

 

Pontal de Baía Formosa – Baía Formosa – Rio Grande do Norte

Baía Formosa, um dos melhores picos de surf do nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: sudeste, leste e nordeste
– Melhores ventos: oeste
– Tamanho da ondulação: surfável de 1m até 1,5m
– Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
– Problemas: pedras, crowd

A cidade de Baía Formosa fica a cerca de 100km de Natal de carro. De qualquer forma, em um destino certo de surfistas de todo o Brasil e opções de hospedagem na própria cidade não faltarão. O pico é com certeza um dos melhores picos de surf do Nordeste e do Brasil e suas direitas de nível internacional são sempre lembradas por Fábio Gouveia, o brasileiro mais bem colocado na história do Campeonato Mundial de Surf até Gabriel Medina.

O pico é um point-break, onde quebra uma direita com parede bem extensa, cerca de 150m. A parede, totalmente aberta, é bem manobrável e as vezes rolam seções de tubos. A onda não é uma onda muito difícil, mas recomenda-se que iniciantes evitem os maiores dias, por causa da proximidade das pedras e da quantidade de surfistas na água. As ondas dificilmente passarão de 1,5m, apenas nos grandes swells.

 

Praia da Pipa – Tibau do Sul – Rio Grande do Norte

Praia da Pipa, um dos melhores picos de surf do nordeste

Melhores Condições

– Melhores ondulações: leste e nordeste
– Melhores ventos: sudoeste
– Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m até 2,5m
– Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
– Problemas: localismo, crowd

A praia da pipa fica na pequena cidade de Tibau do Sul, a cerca de 80 km ao sul de Natal. A cidade também é um destino comum de surfistas, portanto não faltam opções de hospedagem e serviços. A praia da pipa fica 9km do centro de Tibau do Sul de carro pela RN003.

É um beach-break com ondas muito extensas que quebram principalmente para a direita. As ondas não costumam ser grandes e o pico é indicado para todos os tipos de surfista. Só tome cuidado com a quantidade de surfistas na água. A onda quebra devagar e é manobrável. É muito comum ver alguns longboards e funboards dividindo o pico.

 

Paracuru – Paracuru – Ceará


Fonte: Ceara Surf

Melhores Condições

– Melhores ondulações: noroeste, norte e nordeste
– Melhores ventos: sul
– Tamanho da ondulação: surfável de 1,5m até 2,5m
– Frequência: –
– Problemas: pedras, crowd

A cidade de Paracuru fica a cerca de 85km da capital do Ceará, Fortaleza. Para chegar lá, você terá que pegar a CE085 e ficar atento as placas. A cidade é um point bem famoso de esportes de vento, como kitesurf e windsurf, portanto se hospedar não será um problema.

O pico de paracuru é um recife de corais que quebra ondas para a direita e para a esquerda. O pico só funciona bem com maré cheia. A onda lá abre paredes bem manobráveis com várias seções que podem ser conectadas. Nos dias flats, você pode experimentar o sandboard nas dunas da região.

 

Ponta do Camaraçu – Bragança – Pará

Ponta do Camaraçu, um dos melhores picos de surf do ParáFoto: Jader Paes

Melhores Condições

– Melhores ondulações: noroeste, norte
– Melhores ventos: sul, sudeste
– Tamanho da ondulação: surfável de 1,5m até 2,5m
– Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
– Problemas: mosquitos, isolamento geográfico

A praia ponta do camaraçu, no município de Bragança, no norte do estado do Pará, é um dos melhores picos do norte do Brasil, sem dúvidas e tem a vantagem de ainda ser muito pouco explorado. A grande desvantagem dele é o motivo da pouca exploração. Por ser isolado geograficamente, chegar nele é uma verdadeira surftrip: são 8 horas de viagem que devem ser planejadas minuciosamente.

Trata-se de um beach-break com ondas que quebram para a direita e para a esquerda. As ondas são mais cheias, com paredes manobráveis e seções conectáveis. Obviamente o crowd é quase zero, mas caso queira aventurar-se, tenha em mente que você está indo para um lugar inóspito e completamente inabitado. Prepare-se adequadamente. Não recomendamos para iniciantes.

 

 

Comments are closed.